«
»

Consciência do passado fortalece Identidade

Em recente evento promovido pelo Centro de Memória Bunge, em outubro 2011, Ricardo Guimarães, da Thymus Branding, apresentou suas crenças sobre a Consciência de Identidade nos Centros de Memória Empresarial.

Um dia inesquecível para uma profissional como eu, que ao me dedicar à Comunicação Empresarial, me apaixonei pela memória e pela força das narrativas de uma organização como diferencial para o relacionamento com seus públicos.

Vários pensamentos dele foram generosamente compartilhados com a platéia. “As organizações, como as pessoas, só evoluem com práticas inspiradas em sua essência”. Para Ricardo, a história muda conforme as pessoas evoluem.

Por isso é importante reler o passado, não só preservá-lo. O verdadeiro patrimônio que aumenta de valor com o tempo são os ativos intangíveis. Exatamente no campo humano. A leitura do passado muda quando entendemos isso. Significa trabalhar os significados dos fatos, em relação ao contexto da época e quais aprendizados geram para tomarmos decisões na atualidade.

E mais, se não atualizarmos nossa interpretação dos fatos, podemos correr o risco de congelar a evolução, afirmou Ricardo. Ao ouvir essa colocação, percebi o quanto é importante para as organizações cuidarem do passado como algo presente já vislumbrando as conquistas futuras. É com essa perspectiva que o Núcleo tem trabalhado. Se você compartilha desse pensamento fale conosco.

Claudia Cezaro Zanuso
Diretora do NúcleoME

This entry was posted on segunda-feira, outubro 31st, 2011 at 19:52and is filed under Sem categoria. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!