«
»

GAROTA DE IPANEMA CONTINUA LINDA AOS 50 ANOS

Quem viaja para o exterior, sobretudo para os EUA e Europa, com certeza já ouviu a música Garota de Ipanema nas rádios ou como fundo musical de alguma loja ou restaurante. Ícone da cultura brasileira, nossa mais famosa canção foi interpretada pela 1ª vez  há 50 anos, no dia 2 de agosto de 1962, por Tom Jobim, João Gilberto, Vinicius de Moraes, Milton Banana (baterista) e Otávio Bailly (contrabaixista).

A história conta que enquanto conversavam e bebiam no bar Veloso, em Ipanema, Vinicius e Tom viram passar uma bela jovem de pele clara, cabelos pretos e com um “doce balanço” nos quadris. A admiração de Vinicius pela beleza da garota inspirou-o a escrever a letra para uma melodia feita por Tom havia algum tempo. A sintonia entre letra e música foi tão completa que o sucesso foi imediato. Inicialmente, a canção recebeu o nome de “ Menina que Passa” e posteriormente foi alterado para o título famosoNos EUA, após a 1ª apresentação no Carnegie Hall, em Nova York (1962), a composição foi gravada por vários cantores.

A 1ª gravação comercial no Brasil foi feita em 1963, por Pery Ribeiro, filho de Dalva de Oliveira e Herivelto Martins, no LP “Pery é todo bossa”. Em 1965, Vinicius daria nome àquela que foi sua musa inspiradora: Helô Pinheiro. Na época apenas uma adolescente, Helô Pinheiro se projetou posteriormente no mundo artístico, ajudada pelo grande sucesso da música.

Dois anos após, em 1967, Frank Sinatra convidou Tom Jobim a gravar Garota de Ipanema em uma parceria célebre. O dono dos famosos olhos azuis, que já era grande sucesso nos EUA, contribuiu para que a canção fizesse uma trajetória de sucesso ao redor do mundo.

O grupo Universal, que administra a comercialização da música, acredita que há mais de 1.500 diferentes produtos (LPs, CDs e DVDs) com a canção Garota de Ipanema e cerca de cinco centenas de gravações interpretadas por artistas de todos os continentes. Recentemente, os herdeiros de Tom Jobim e Vinicius de Moraes aprovaram a utilização da canção na série “Mad Men”, em um filme dos irmãos Coen e em campanhas publicitárias de grandes empresas multinacionais como  Nike e  Calvin Klein.

No 1º disco póstumo da cantora Amy Winehouse – Lioness: hidden treasures – lançado em dezembro de 2011, há uma versão da canção. Confira no link: http://www.youtube.com/watch?v=qmJCw5x1f38

Suzana  Mara de Carvalho Vernalha

This entry was posted on domingo, agosto 5th, 2012 at 19:59and is filed under Sem categoria. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!